NOTÍCIAS

Indústria de materiais de construção deve fechar 2016 com queda de 12% no faturamento [+]


Fonte: http://construcaomercado.pini.com.br/

Nos últimos três anos, Abramat afirma que as vendas do setor recuaram em cerca de 33%

O faturamento total deflacionado das vendas de materiais de construção caiu 14,5% no mês de novembro em relação ao ano anterior. Já em comparação a outubro, a retração foi de 8,6% e de 12,4% no acumulado do ano até novembro, se comparado ao mesmo período de 2015. Nos últimos 12 meses, foi de -13%. Os dados são do Índice Abramat, pesquisa realizada mensalmente pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

O emprego na indústria do setor diminuiu 6,3% em novembro, se comparado ao ano passado. No mês, o decréscimo foi de 1,4%.

Nos últimos três anos, a associação afirma que as vendas da área caíram cerca de 33%. A entidade defende uma política de crédito viável juros acessíveis, um programa de recomposição e um grande acordo de compromissos mútuos entre governo e empresas para a recuperação da situação, que tende a permanecer a mesma em 2017.

As vendas de base tiveram seu faturamento deflacionado em queda de 16,3% no mês de novembro, em comparação ao mesmo período do ano passado. Em comparação a outubro, o decréscimo foi de 10,7%, e no acumulado do ano até novembro, de 13,7%. Nos últimos 12 meses, o faturamento encolheu 14,2%. O emprego do setor variou -0,6% no mês, e 8% em comparação ao ano anterior.

Já os materiais de acabamento tiveram seu faturamento deflacionado diminuído 11,9% em relação ao ano passado, e 5,6% no mês de novembro. No acumulado do ano, a queda foi de 10,5%, e em 12 meses, de 11,3%. O emprego neste setor aumentou 0,4% no mês, mas caiu 6,9% se comparado ao mesmo período de 2015.

A previsão da Abramat para 2016 é de queda de aproximadamente 12% no faturamento deflacionado dos materiais de construção. As projeções para os próximos meses indicam continuidade dessa tendência.

 
VOLTAR